The Legend of Zelda – Breath of the Wild

Hoje vamos falar sobre The Legend of Zelda – Breath of the Wild, que é um dos games mais queridos da conhecida franquia da Nintendo.

Esse foi um dos títulos da série que mais surpreendeu os fãs positivamente,  seu mundo aberto é muito vasto e traz uma série de inovações que estabelecem morro padrão de qualidade para o gênero.

The Legend of Zelda – Breath of the Wild coloca um fim aos lançamentos da Nintendo para Wii U, que ganha seu último grande game, mas também inaugura a trajetória do Switch.

De todas as formas, o jogo marca o fim de um ciclo e o início de outro. O game foi aclamado pela crítica ao ser lançado, sendo elogiado pela profundidade de sua jogabilidade de mundo aberto e atenção aos detalhes.

Breath of the Wild também foi muito bem recebido pelo público.

Quer saber mais sobre The Legend of Zelda – Breath of the Wild? Então fique com a gente e acompanhe!

The Legend of Zelda – Breath of the Wild RPG

The Legend of Zelda: Breath of the Wild é um jogo eletrônico de ação-aventura desenvolvido pela Nintendo Entertainment Planning & Development e publicado pela Nintendo.

Breath of the Wild. Foto: reprodução trailer oficial Nintendo.

O game é o décimo nono título da série The Legend of Zelda e foi lançado mundialmente para Wii U e Nintendo Switch em 3 de março de 2017.

Este título da série foi o primeiro a ser desenvolvido de The Legend of Zelda a usar dublagem em cutscenes, porém Link continua como protagonista silencioso, mantendo a tradição do jogo.

Vamos conhecer melhor no mundo do jogo a seguir.

The Legend of Zelda – Breath of the Wild RPG: o mundo do jogo

The Legend of Zelda: Breath of the Wild se passa no fim da cronologia de The Legend of Zelda, depois de todos os outros jogos.

Breath of the Wild. Foto: reprodução trailer oficial Nintendo.

Aqueles que esperam encontrar no universo da conhecido da franquia podem ficar tranquilo pois os personagens tradicionais e a história já conhecida de Zelda  estão aqui também.

Mantendo a tradição da franquia, seu enredo fala sobre como no passado, por repetidas vezes, o mal conhecido como Calamity Ganon ameaçou o Reino de Hyrule, sempre sendo derrotado pela princesa Zelda, descendente da deusa Hylia, com a ajuda de seu fiel protetor Link.

E assim a civilização de Hyrule com o passar dos séculos tornou-se bem avançada, protegida por quatro Feras Divinas, que são máquinas animalescas enormes, e também por um exército de Guardiões, armas robóticas autônomas

Na ocasião em que Ganon retornou novamente, quatro grandes guerreiros receberam o título de Campeão e pilotaram as Feras Divinas, protegidos por Zelda, Link e pelos Guardiões.

O herói Link conseguiu derrotar Ganon com a Espada Mestra, permitindo que Zelda o mandasse para longe e colocasse nele um selo mágico.

No entanto, o reino de Hyrule regrediu a um estado medieval dez mil anos depois. Seus habitantes leram as profecias de seus ancestrais e perceberam que Ganon estava retornando segundo o que diziam tais profecias, escavando e recuperando as Feras Divinas e os Guardiões.

Os Campeões das raças de Hyrule foram reunidos para a batalha: Daruk, guerreiro dos montanhosos goron; Mipha, princesa dos aquáticos zora; Revali, arqueiro dos pássaros rito; e Urbosa, chefe das guerreiras gerudo.

Já Zelda e Link batalharam juntos contra Ganon. Contudo, Ganon acabou por tomar o controle dos Guardiões e das Feras Divinas, fazendo-os atacar Hyrule. O rei Rhoam e os Campeões foram mortos, o Castelo de Hyrule foi destruído e Link foi seriamente ferido.

E assim Zelda regastou Link levando-o para um local seguro, escondeu a Espada Mestra e usou sua magia para prender Ganon dentro do castelo

Como foi projetado o mundo do jogo em The Legend of Zelda – Breath of the Wild?

O mundo de jogo foi projetado para recompensar exploração e experimentação, com a história sendo pensada para poder ser completada de forma não-linear. Breath of the Wild tinha uma previsão original de ser lançado em 2015 como um exclusivo de Wii U, porém foi adiado duas vezes por problemas de desenvolvimento.

Quem fez as composições da trilha sonora de The Legend of Zelda – Breath of the Wild?

A trilha sonora de Breath of the Wild foi composta por Manaka Kataoka e Yasuaki Iwata, juntamente com Hajime Wakai atuando como diretor sonoro. Kataoka já tinha trabalhado na série em The Legend of Zelda: Spirit Tracks, Wakai compôs as trilhas de The Legend of Zelda: The Wind Waker e Skyward Sword, enquanto Iwata fez sua estreia na franquia.

The Legend of Zelda – Breath of the Wild RPG: personagens

A história de The Legend of Zelda – Breath of the Wild  continua girando em torno do protagonista Link.

Breath of the Wild. Foto: reprodução trailer oficial Nintendo.

Ele acorda em uma Hyrule devastada após cem anos de sono e precisa recuperar suas memórias e derrotar o mal causado por Calamity Gano.

O jogador pode explorar o mundo do game livremente enquanto controla Link.

Quais os outros personagens de The Legend of Zelda – Breath of the Wild?

O game tem uma vasta gama de personagens, destacando-se também:

  1. A princesa Zelda, personagem principal junto ao jovem Link;
  2. Mifa, a Zora vermelha que aparece no trailer carregando uma lança, ela tem um poder especial que nenhum outro membro de sua raça tem. Em razão disso ela é introvertida e não fala muito;
  3. Darkel, é um Goron das montanhas de Hyrule que normalmente é bastante calmo, mas se torna um bravo guerreiro quando entra em uma batalha;
  4. Reebal é um membro da tribo Rito, parecida com um pássaro, ele vive nos céus de Hyrule e é portador de um arco e flecha.

Quais as principais ações que o jogador pode realizar com o personagem Link?

O jogador pode empreender no mundo jogo diversas ações como correr, escalar, nadar e voar com um paraglider, porém todas são limitadas pelo fôlego de Link. É possível produzir itens a partir de elementos colhidos do ambiente, como armas, comidas e outros recursos.

The Legend of Zelda – Breath of the Wild RPG: jogabilidade

O game tem uma  jogabilidade não-linear, que é ilustrada pela falta de entradas e de saídas definidas no mapa, poucas instruções fornecidas ao jogador e encorajamento a livre exploração.

Breath of the Wild. Foto: reprodução trailer oficial Nintendo.

Além de explorar o vasto mundo em mapa aberto, os jogadores podem realizar missões para receberem recompensas.

Também é possível ativar torres e santuários para adicionar pontos de viagem rápida no mapa. Ativar torres também revela segmentos do mapa, porém os nomes dos locais só aparecem após o jogador ter explorado as áreas ao menos uma vez.

O personagem acaba adquirindo novos poderes para a tábua, como bombas remotas, a habilidade de manipular objetos metálicos, formar blocos de gelo a partir de água e congelar objetos temporariamente no tempo conforme prossegue no mundo.

Confira outras questões sobre jogabilidade a seguir.

Onde estão os santuários de The Legend of Zelda – Breath of the Wild?

Os santuários estão espalhados por todo o mapa. Eles possuem diversos tipos de desafios que vão desde quebra-cabeças até combates contra oponentes robóticos. Completar santuários oferece ao jogador Orbes de Espírito, que podem ser trocadas por mais pontos de vida ou aumento de fôlego.

Qual a influência do clima na jogabilidade de The Legend of Zelda – Breath of the Wild?

O clima pode ser últil em várias situações, como jogar objetos de metais em inimigos durante tempestades de raios com o objetivo de atrair uma descarga elétrica. O mundo é bem interativo, especialmente pelo sistema de química que define as propriedades da maioria dos objetos presentes e governa como eles interagem uns com os outros e com o jogador.

The Legend of Zelda – Breath of the Wild RPG: dicas finais

The Legend of Zelda – Breath of the Wild  segue como um dos melhores jogos da franquia Zelda.

Essas foram as nossas dicas de hoje. Fiquem com o trailer de The Legend of Zelda – Breath of the Wild.

The Legend of Zelda: Breath of the Wild – Official Game Trailer – Nintendo E3 2016

Até a próxima com Mais RPG!

Mais RPG

Compartilhe
Publicado por
Mais RPG

Posts recentes

The Expanse RPG

Conheça esse RPG que chegará em breve no Brasil pela Editora Jambô. The Expanse RPG…

1 semana Atrás

Dungeons and Dragons Sale

Aproveite agora! A linha Dungeons and Dragons de jogos para PC está em oferta no…

3 semanas Atrás

Mestre de RPG: 10 dicas para ter uma mesa de sucesso

Leia dicas para ser um bom mestre de RPG de mesa. Conheça os 10 passos…

4 semanas Atrás

Filmes RPG: assista e se inspire

Conheça uma lista selecionada de vários filmes com gêneros diversos para você usar de inspiração…

4 semanas Atrás

Conheça o Kanka RPG

O Kanka RPG Managment & Worldbuilding é uma rede social no qual você cria seu…

1 mês Atrás

Pong, o primeiro videogame

Eu sei que muitos aqui gostam também de jogos eletrônicos, além de jogos de mesa,…

1 mês Atrás

This website uses cookies.