Jogos online e offline de RPG e Tabuleiro.

Os Cenários de DnD

2 122

Nesse artigo, falaremos dos Cenários de DnD RPG (ou D&D), seus lançamentos, ideias e um pouco da história dos cenários para jogadores de Dungeons and Dragons.

Os Cenários de DnD

Os cenários de DnD/D&D, ou Dungeons and Dragons, são famosos em todos os grupos de RPG pois são obras complexas de imersão no jogo. Com geografia, história e sociologia próprios, eles fascinam tanto jogadores do sistema outros jogadores de sistemas genéricos que buscam adaptá-los.

Cenários de DnD

História dos Cenários de DnD

Conhecidos como Campaign Settings ou Cenários de Campanha, os Cenários de DnD RPG começaram a ser lançados em 1977, quando o Dungeons and Dragons foi dividido em 2 jogos para diferentes tipos de jogadores, o Basic Dungeons and Dragons (BD&D) e o Advanced Dungeons and Dragons (AD&D).

Os Cenários foram sendo lançados com a proposta de terem o mínimo de regras e que fossem compatíveis com ambos os jogos, pelo menos na parte de leitura, pois mesmo voltado para grupos de jogadores diferentes, ambos os jogos tinham certa particularidades e semelhanças. Alguns cenários foram lançados exclusivamente para um ou para outro, mas depois, foram lançados mais para o AD&D.

A Tactical Studies Rules Inc, ou TSR, produziu os Cenários de 1977 até 1997, ano de seu fechamento e compra pela Wizards of The Coast, que passou a reformular alguns cenários mais clássicos, e lançar outros novos. O último cenário lançado foi em 2018.

Lista dos Cenários de DnD

Abaixo temos a lista dos Cenários por ordem de lançamento, como um pouco de sua história.

Cenários lançados entre 1974 a 1989

Esse cenários foram lançados na Era de Ouro do D&D, quando existiam dois jogos: o Basic Dungeons and Dragons, e o Advanced Dungeons and Dragons. Todos foram produzidos pela TSR, que mesmo com suas dificuldades, manteve a constante publicação de livros e inovação em cenários para seu siste,a-chefe.

Blackmoor – Cenários de DnD

Criado por Dave Arneson, inspirado pelas partidas de jogos de guerra (miniatura) que tanto ele quanto Gary Gygax (ambos os criadores de Dungeons and Dragons) amavam, o clima de Blackmoor lembrava muito Senhor dos Anéis e Sombras da Noite (Dark Shadows, série televisiva que teve uma adaptação para o cinema em 2012).

Suas publicações começaram em 1970 como suplemento de aventuras para o jogo de miniaturas de guerra Chainmail, e depois, foi lançado para o D&D em 1975 como um suplemento para o BD&D (o segundo lançado, o primeiro foi Greyhawk), e depois lançado como cenário de campanha em 1977 (o primeiro como cenário real).

A ambientação se passa no Baronato de Blackmoor, disputado por vários lordes em campanha narrada nos jogos de miniaturas, Blackmoor se passa em um mundo onde há muito tempo tinha um passado tecnológico, que foi perdido depois de uma catástrofe global que mudou o eixo do planeta.

Posteriormente, o cenário é agregado ao Greyhawk, e mais recentemente, contado como se fosse o passado de Mystara, esse último fazendo sempre referência a Blackmoor em seus livros lançados.

Com a morte de Arneson em 2004, que estava publicando material do cenário desde o fim da TSR, pela Zeitgeist Games (atualizado para o d20System), o cenário foi passado para a editora Goodman Games, que em parceria com a própria Zeitgeist, ainda manteve uma campanha massiva do cenário até 2009.

Greyhawk – Cenários de DnD

Concebido como uma aventura caseira ainda para os jogos de miniaturas jogados por Gygax e Arnerson de 1972 a 1979, Greyhawk se passava em um castelo sitiado, que logo com a criação do D&D em 1974, foi ganhando cenário, conteúdo e história, transformando-se no primeiro suplemento para o jogo, e finalmente em 1980, lançado como cenário pela TSR.

Sua ambientação fantástica, unido a um tema medieval bastante forte é referência até hoje por vários cenários de D&D.

Greyhawk foi o mais um dos mais longevos cenários de D&D, com muitos suplementos e campanhas interligadas entre jogadores, conhecida como Living Greyhawk, esse cenário esteve muito presente nos Cenários de D&D, e até hoje tem nomes e locais citados em diversos outros livros e aventuras. Seu cenário de alta fantasia inspirado também na era medieval da Terra possui os mais icônicos personagens de D&D.

Forgotten Realms – Cenários de DnD

O mais vasto cenário de D&D nasceu como contos feitos por Ed Greenwood entre 1967, e posteriormente publicados em artigos para AD&D. Com o sucesso crescente, em 1987 o cenário é lançado oficialmente, e logo ganha uma gama de fãs. Muitas outras publicações são feitas, como suplementos, livros de romance, e jogos de computador.

Seu gênero de alta fantasia, onde aventureiros são imersos em tramas de vilões e deuses, ganhou notoriedade entre as mesas de RPG, e é ainda hoje, um cenário bem publicado, com vários livros e suplementos, e sinônimo de D&D, rivalizando em popularidade com o Greyhawk. Enquanto esse continuou nas mãos de Arneson, e por rivalidades entre ele e Gygax, a TSR investiu em Forgotten Realms e em outros cenários falados nesse artigo.

Forgotten Realms ainda teve várias outras edições, acompanhando os lançamentos de edições do próprio Dungeons and Dragons.

Mystara – Cenários de DnD

Conhecido como o “mundo base” de BD&D, lançado em seus livros, Mystara foi publicado como aventuras e suplementos para o BD&D onde as caixas contavam com fragmentos do cenário. Como esta versão de D&D tinha caixas com níveis, a primeira caixa de Mystara saiu no Expert Set (Conjunto Veterano) que traria regras avançadas para o D&D, junto com a primeira região de Mystara a ser explorada, Karameikos, em 1981.

Mystara se passa em um mundo fantástico com características feudais fortes, onde não existem deuses, mas imortais que foram mortais que atingiram certo poder entre seus pares. O cenário de Mystara engloba vários sub-cenários, onde Blackmoor seria o passado distante, o Hollow World seria um mundo interior dentro de Mystara, e ainda a Savage Coast (Costa Selvagem) que se passa 2 mil milhas de distância do continente central onde toda a trama de Mystara passa.

Com a descontinuação de D&D e a segunda edição do AD&D, Mystara se transformou em cenário para esse sistema, mas com a vinda da 3ª edição do D&D, o cenário também foi descontinuado.

Ravenloft – Cenários de DnD

Com temática de horror gótico que se passa em uma mini dimensão onde tem recorte de vários outros cenários, Ravenloft foi lançado inicialmente como uma aventura para AD&D em 1983 (e uma continuação em 1986) que ganhou tanta notoriedade que teve um cenário lançado em 1990.

Por ter recortes de cenários, Ravenloft trouxe uma inovação ao D&D, onde cenário renascentistas, era do vapor, e inspirados em livros de terror eram predominantes, e armas simplesmente não eram a solução para tudo.

Vários suplementos são lançados até que, em 2000, a Wizards cedeu a licença para a White Wolf, que lançou Ravenloft para d20System no seu selo Sword & Sorcery.

Wizards ainda lança outros suplementos e jogos após o fim do selo da S&S, e recentemente, uma aventura ambientada no cenário, já para a 5ª edição do D&D.

Pelinore – Cenários de DnD

Concebido pela TSR do Reino Unido, esse pequeno cenário se passa em um centro urbano gigante, o City League, onde aventureiro exploram essa cidade e seus arredores.

Este cenário foi publicado por algumas edições da revista de RPG da TSR UK, a Imagine Magazine, entre 1984 a 1987. A revista começou a publicar o cenário na sua edição nº 16, e deixou de ser publicado na edição nº 30, quando foi cancelada. Paul Cockburn, ex-editor da revista, ainda tentou continuar o cenário, mas sem sucesso.

Dragonlance – Cenários de DnD

Dragonlance começou como literatura fantástica por Laura e Tracy Hickman, e dado o grande sucesso, foi transformado em cenário para AD&D em 1984, onde foi expandido por Tracy e Margaret Weis.

Em um mundo dominado por dragões, Dragonlance é um cenário de alta magia e aventuras épicas, onde os personagens são transportados para um mundo em constante transformações. Com vários romances épicos publicados, e livros lançados até 2011, Dragonlance é um cenário forte com diversas histórias épicas a serem contadas.

Na 5ª edições, em textos avulsos lançados, existe a suposição que o cenário volte a ser publicado, é uma expectativa dada aos fãs já que aventuras estão sendo lançadas de diferentes cenários.

Kara-Tur – Cenários de DnD

Criado por David Cook e aparecendo inicialmente em Oriental Adventures de 1986, esse cenário para AD&D trazia a ambientação de terras similares ao leste asiático, e com o crescimento do cenário, foi incorporado ao cenário de Forgotten Realms como uma região afastado do continente central do cenário, em 1987.

Dividido em várias nações onde cada uma é inspirada em uma nação histórica da Terra, Kara-Tur trazia para o D&D o mistério do oriente, com seus samurais, ninjas, monges e guerreiros honrados.

Suplementos de Kara-Tur foram oficialmente produzidos até 1990, depois o cenário é mencionado em suplementos de Forgotten Realms, e recentemente, no cenário atualizado dos Reinos, no livro Sword Coast Adventure’s Guide.

Spelljammer – Cenários de DnD

Introduzindo em 1989 um cenário que misturava alta magia com space ópera, Seplljammer traria para o D&D uma diversidade contrária ao sempre presente ambiente medieval. Spelljammer foi lançado na nova edição do AD&D, e sempre um cenário exótico de naves movidas por magia explorando o espaço povoado por seres de outros planetas e dimensões.

Spelljammer não ganhou uma vida longa. Em 1997 com o fim da TSR, a linha foi descontinuada, sendo citado brevemente nas edições posteriores em revistas oficiais e aventuras. Na nova edição, um spelljammer (nome dado a uma nave em formato de navio) é encontrado em um aventura de Forgotten Realms.

Cenários lançados entre 1990 a 1999

Os cenários apresentados abaixo, em sua maioria, experimentaram o fim da TSR, e somente os mais fortes sobreviveram a Era Wizards, alguns por mérito próprio, outros pela garra de força de seus fãs.

Dark Sun – Cenários de DnD

Em uma terra devastada e árida, onde metais são raros, a magia suga a energia viva dos seres vivos, e as cidades são controlados por criaturas com poder quase divino, Dark Sun conquistou público e crítica em 1990, sendo lançado para o AD&D 2ª edição.

Dark Sun sobreviveu ao fim da TSR por causa da sua grande quantidade de fãs, que mesmo não sendo lançado um livro na 3ª edição de D&D, por causa a OGL, fizeram um site chamado athas.org para continuar expandindo o cenário.

No Brasil, fãs aproveitaram essa brecha nos direitos para também lançarem um site, mas com o lançamento do cenário na 4ª edição do D&D, o projeto foi descontinuado. Desde a 4ª edição, mas nenhum suplemento foi lançado para Dark Sun, mas as expectativas é que saia alguma aventura ou módulo para a 5ª edição, dado a popularidade do cenário.

Al-Qadim – Cenários de DnD

Inspirado nas terras do oriente médio, Al-Qadim foi lançado em 1992 para D&D, e se passa em um cenário baseado no império árabe. Mais um cenário que completava o Forgotten Realms, que poderia ser jogado tanto junto quanto separado, já que era completo.

Depois do fim da TSR e também das publicações desse cenário, Al-Qadim ainda é mencionado em diversas aventuras e suplementos para os Reinos.

Birthright – Cenários de DnD

Interpretando personagens sendo governantes com poderes divinos, Birthright trazia como cenário para o D&D a possibilidade de campanhas mais políticas, onde os jogadores poderiam comandar sua própria nação, defendendo-a de adversários com o mesmo potencial, ou melhor.

Lançado em 1995, teve vários suplementos lançados para o AD&D 2ª Edição, mas como a maioria dos cenários secundários, encontrou seu fim com o fim da TSR. Mesmo assim, os fãs do cenário não deixaram ele morrer, em a Wizards acabou lançando uma série de produtos lançados anteriormente ou não lançados em 2005 (com o aniversário de 10 anos do cenário).

E também nessa época, autorizou a comunidade de fãs a continuar produzindo e alimentando o cenário em um fórum: www.birthright.net. Esse fórum está ativo até hoje e possui material já adaptado para a 5ª edição do D&D.

Concil of Wyrms – Cenários de DnD

Lançado em 1994, esse cenário traria uma inovação para as mesas de D&D: os jogadores interpretariam dragões. Na caixa e no livro do cenário, tinha as regras para construir personagens dragões, como também meio-dragões (filhos de dragões transformados em humanóides e esses humanóides), e também servos desses dragões.

O cenário era ambientado em ilhas, onde os dragões eram liderados pelo mais velhos, e organizados em clãs, com suas leis, religiões e sociedade.A caixa entregava 3 livros: um para as regras básicas, um para a história dos dragões, e um último livro, para uma aventura.

Essa caixa ainda foi revisada em relançada em 1999.

Planescape – Cenários de DnD

Planescape foi um cenário criado para integrar todos os outros cenários, bem como mostrar um cenário próprio baseado nos planos de existência. No D&D, todos os cenários (mundos) podem ser conectados por magia e portais (ao desejo do DM), e em Planescape, o cenário gira em torno do acesso a esses portais e planos.

Lançado em 1994, descrevia os planos, que estavam integrados no chamado Grande Roda, onde todos se interligavam de alguma maneira. Além dos cenários já conhecido, outros planos eram descritos. Chegou até a ganhar uma versão de jogo eletrônico para computadores (Planescape: Torment).

Jakandor – Cenários de DnD

Lançado em 1998, a premissa do cenário era trazer para as mesas o clima de “Arena”, onde Jakandor era dividido em ilhas que eram disputada por dois povos nativos em guerra: os Charonti (usuários de magia) e os Knorr (bárbaros).

Esse cenário ganhou poucos livros, três no total, e um quarto que nunca foi publicado por causa da extinção da linha.

Dragon Fist – Cenários de DnD

Lançado em 1999 no site da Wizards, era divulgado como um variante de AD&D, e lembrava os filmes de wuxia (filmes chineses de luta e ação), trazia uma reino oriental chamado Tianguo. Com regras que modificavam e adicionavam fragmentos de diversas edições do D&D, teve pouco tempo de vida.

Cenários lançados entre 2000 a 2008

Lançados no auge do d20System / Dungeons and Dragons 3ª edição, muitos tiveram carreira curta pois os cenários antigos ganhavam edições revisadas tanto pela Wizards quanto pelas editoras suportadas pelo OGL.

Rokugan – Cenários de DnD

Lançado como um cenário base para um livro chamado Oriental Adventures (Aventuras Orientais no Brasil), esse cenário foi utilizado pelo D&D ao mesmo tempo que tinha um RPG próprio, o Legend of the Five Rings ou L5R (Lenda dos 5 Anéis ou L5A no Brasil).

Inicialmente lançado como um cardgame em 1995, dois anos depois a Alderac Entertainment Group (AEG) lança o L5R. Na virada do AD&D para o D&D 3ª edição, quando a Wizards adquire o RPG, a Wizards adquire os direitos do L5R da AEG, mas opta que a AEG ainda continue lançando o L5R, o que acontece em 2001 lançado uma segunda edição. Paralelamente, a Wizards lança uma nova edição do Oriental Adventures (para D&D3) com o cenário de Rokugan incluso.

Lembrando que, anteriormente, o cenário de Kara-tur era o eixo oriental (e completava o mundo de Forgotten Realms), e Rokugan acabou criando “independência” sendo um mundo próprio. A Wizards lançou o último material para Rokugan em 2002, enquanto a linha L5R ainda contina ativa com seu RPG próprio.

Mahasarpat – Cenários de DnD

Outro cenário ligado diretamente ao Oriental Adventures, trazia a cultura da Ásia do Sul, mas especificamente a Índia. Lançado em 2000 como um complemento para esse livro, o cenário apresentava sete reinos que eram sobreviventes de um único império que ruim por causa da sua arrogância. Outro cenário que teve uma vida curta na mãos da Wizards.

Ghosthwalk – Cenários de DnD

Publicado em 2003, Ghosthwalk foi lançado como cenário completo em um único livro, no mesmo formato de livros de cenários que estavam sendo lançados para o D&D 3ª edição. Nesse cenário, os jogadores tinham a oportunidade de interpretar fantasmas em defesa de sua cidade-mausoléu de forças que querem destruir e deixar essas almas no esquecimento.

Eberron – Cenários de DnD

Lançado em 2004, Eberron foi escrito por Keith Baker, que ganhou em 2002 um concurso promovido pela Wizards para achar um novo cenário de D&D. Ambientado em um cenário fantástico e sombrio, onde magia e tecnologia andam juntas, Eberron é tanto um jogo heroico quanto político.

Baker diz que se inspirou em literatura pulp e no período entre guerras (1ª e 2ª Guerras Mundiais), onde o mundo estava em transformação. Eberron também está sofrendo essa transformação.

O sucesso foi tão grande que esse cenário ganhou uma nova edição no D&D 4ª e 5ª edições.

Cenários lançados entre 2009 até hoje

Depois do ápice de criação de cenários na era AD&D, e a redução da era D&D3, hoje temos novas edições de cenários conceituados do passado, mas pouca produção de cenários originais. Aguardamos o lançamento de novos cenários pela Wizards.

Nentir Vale – Cenários de DnD

Cenário base do D&D 4ª Edição em 2009, ele era um recorte de vários outros cenários, com a inclusão de novas raças apresentadas no livro, como os Tieflings e Draconatos, que tiveram origem em reinos destruídos. O Vale foi expandido em algumas aventuras publicadas, mas sua base era vaga, pois o objetivo do cenário era que os mestres e jogadores expandissem ele em suas mesas.

Ravnica – Cenários de DnD

Criado originalmente para o jogo de cartas Magic – The Gathering, apareceu inicialmente como uma expansão para esse jogo em 2004, e em 2018 a Wizards lança o cenário para o D&D 5ª edição.

Ambientado em um mundo de intrigas e magia, os jogadores pertencem a guildas disputam espaço com seus rivais.

Fim do Texto – Os Cenários de DnD

Obrigado por ter lido até aqui. Espero ter gostado do nosso artigo sobre Os Cenários de DnD. Salve o maisrpg.com em seus favoritos, assine nossas redes sociais e não deixe de compartilhar esse artigo com seus amigos.

2 Comentários
  1. Dragon Age RPG - Mais RPG

    […] eletrônicos como Baldur’s Gate e Neverwinter’s Night, ambos baseados no cenário de Forgotten Realms do Dungeons and Dragons, mas ao contrário desses, Dragon Age não é baseado em nenhum cenário de […]

  2. […] ondem podem ser encontrados: quase todos, mas a maioria são de cenários específicos, como no D&D onde os Genasis são do cenário de Forgotten Realms, e os Muls são de […]

Deixe uma resposta

Seu endereço de email não será publicado.